13 truques do Chrome

O navegador do Google pode ficar ainda melhor com alguns truques e mudanças de configuração


1. Arquivos no Chrome

Sabia que o Chrome também funciona como um gerenciador de arquivos? Se você digitar C:// na barra de endereço do navegador terá acesso a todas as pastas e a todos os arquivos guardados no disco C. Se digitar o caminho do arquivo, poderá visualizá-lo diretamente no browser, no caso de PDFs e de alguns formatos de imagem, ou executá-lo, caso seja um arquivo de áudio ou vídeo. 





2. Mude o padrão de busca

A pesquisa padrão do Chrome é o Google. Se você quiser alterá-la, abra a página de configurações e, em Pesquisa, escolha outra opção na lista. Nela estão mecanismos como Bing, Buscapé, Wikipedia, Yahoo! Brasil e Uol Buscas. Você poderá clicar ainda em Gerenciar Mecanismos de Pesquisa e, na lista, posicionar o mouse sobre um item e clicar em Tornar Padrão a sua esquerda. Essa lista trará mecanismos de busca baseados em suas pesquisas anteriors em sites. Se quiser adicionar um novo, role até o fim da lista e acrescente nome, palavra-chave e URL. 





3. Refine as pesquisas

Não é preciso entrar na página do Google para fazer pesquisas mais detalhadas. A barra de endereços do Chrome, também conhecida por omnibox, aceita todos os operadores usados no mecanismo de buscas. Assim, se você digitar o termo da busca, seguido de site: e o nome do site que quer buscar chegará mais rapidamente aos endereços desejados. Exemplo: primavera site:wikipedia.org. Se quiser ler noticias sobre Rock in Rio, mas sem receber nada sobre a Beyonce e sua apresentação, escreva rock in rio –beyonce no campo de endereço do navegador.





4. Fixe e ganhe espaço

Um bom recurso do Chrome é a possibilidade de fixação das guias. As guias fixadas (clique nela com o botão direito do mouse e escolha a opção correspondente para executar esta ação) ficam reduzidas ao ícone do site e agrupadas à esquerda. O recurso é útil quando há muitas guias abertas, pois libera espaço e impede que você, inadvertidamente, a feche quando deseja destacá-la. A fixação também ajuda se você deseja manter alguns sites permanentemente abertos, já que as guia fixadas são preservadas mesmo quando o Chrome é encerrado e reiniciado.





5. Atalho para os apps

Quer ter acesso rápido aos web apps do Google Chrome? Simples. Em uma Nova Guia do navegador, clique com o botão direito do mouse no app desejado (se não estiver aparendo os apps e sim sites visitados, clique na seta à direita da tela) e escolha Criar Atalhos. Na caixa de diálogo seguinte, escolha onde quer criar o atalho. O Chrome oferece-se para criar atalhos no área de trabalho, no menu Iniciar e na barra de tarefas. Marque as opções desejadas e clique em Criar.





6. Pesquisas mais rápidas

Durante a navegação, uma palavra encontrada em uma página gerou interesse por uma pesquisa? Marque a palavra, clique nela com o botão direito do mouse e escolha a opção Pesquisar "palavra realçada” no Google. Se a ideia é pesquisar uma palavra em uma página, acione Ctrl + F e, no campo de busca que surgirá, digite a palavra a ser buscada. Esses truques aumentam a produtividade e também valem para o Firefox, o Opera e o Internet Explorer. 





7. Pela melhor visibilidade

Para ter uma visão mais ampla do conteúdo de uma aba no Chrome. Pressione a tecla F11. Para voltar ao modo de visualização normal, pressione F11 outra vez. O problema é a leitura? Pressione Ctrl e o sinal + (ou role o botão giratório do mouse para frente para aumentar as informações) para aumentar tudo na tela. Acionar Crtl + - ou rolar o botão central do mouse para trás reduzem o tamanho das letras e imagens. Estas teclas de atalho funcionam da mesma maneira nos navegadores Internet Explorer, Firefox e Opera. Se a ideia é partir para uma solução mais definitiva para melhorar a visualização, digitechrome://settings/ na barra de endereços, role a página até o final, clique em Mostrar Configurações Avançadas e localize Conteúdo da Web. É possível mudar o tamanho da fonte ou aumentar o nível de zoom.





8. Arrumando apps e páginas
Quando se clica em uma aba nova, o navegador do Google exibe miniaturas dos sites mais visitados. Para deixar de ver uma delas, passe o mouse sobre a miniatura e clique no X que aparece no seu canto superior direito. Quer reorganizar as web apps? Para mover um ícone de lugar, clique nela e, mantendo o botão do mouse pressionado, arraste-a até o lugar desejado. Para remover um item, clique com o botão direito do mouse e escolha Remover do Google Chrome.





9. Você dá o tema

Nem todo Chrome precisa ter a mesma cara. Se você gosta de conferir um toque pessoal aos programas que usa pode incrementar o navegador com um tema. Clique no ícone com três traços à esquerda, na barra de extensões, e escolha Configurações. Em Aparência, clique no botão Obter Temas e, na página que surgirá, escolha uma opção. Há alguns temas criados pelo próprio Google e uma grande variedade de temas de terceiros. Para voltar ao tema padrão, basta regressar à área de configurações e clicar em Redefinir Para o Tema Padrão.





10. Sem ser vigiado

Ainda que você não faça nada errado, pode ser interessante querer visitar uma página sem deixar nenhum rastro da navegação. Para abrir uma janela de navegação anônima no Chrome, tecle Ctrl + Shift + N ou abra o menu do browser e escolha a opção correspondente. Dessa maneira, as páginas visitadas não aparecerão no histórico de navegação, as pesquisas não aparecerão no histórico de pesquisas e eventuais cookies instalados serão eliminados depois que a janela é fechada. Downloadsrealizados e favoritos marcados, no entanto, são armazenados. É possível navegar anonimamente também nas versões móveis do Chrome.





11. De um computador a outro

Uma maneira prática de usar um navegador é sincronizar informações entre as instalações. Se você usa um navegador em casa e o mesmo programa no trabalho pode colocar os dois em sincronia. Assim, as informações estarão mais facilmente ao alcance, não importa onde esteja. No Chrome, basta você fazer login com sua conta no Google. Você pode sincronizar todas as informações ou escolher o que quer manter em harmonia entre as instalações. É possível sincronizar extensões, preenchimento automática, favoritos, aplicativos, histórico de buscas, senhas, configurações, temas e abertura de guias. Alguns desses recursos podem ser sincronizados também com o app para dispositivos móveis. 





12. Salvar na nuvem

O Chrome não oferece a opção de salvar arquivos diretamente em um disco virtual, nem mesmo no Google Drive. Caso você pense em usar um disco online para este fim, o truque é definir uma pasta de um serviço de armazenamento, como o Drive, o Dropbox ou o SkyDrive, como sua pasta padrão de downloads. Digite chrome://settings/ no omnibox e role até encontrar o item Downloads. Clique no botão Alterar e localize a pasta do disco virtual desejada.





13. Tenha a aba de volta

Se você não usou o truque de fixar guias descrito no tópico Fixe para ganhar espaço e fechou sem querer uma aba, use a combinação de teclas Ctrl + Shift + T para reabri-la. Você pode usar a combinação de teclas mais uma vez para reabrir outras guias encerradas. O mesmo atalho funciona com os outros navegadores.


Como proteger o roteador

Sete medidas para proteger o roteador e a conexão Wi-Fi contra invasões e outras ameaças


Algumas falhas de segurança foram identificadas em roteadores da marca D-Link em outubro do 2013. Entre outras vulnerabilidades, era possível acessar o dispositivo de qualquer local sem uso de senha e nome de usuário. A correção veio em novembro, com a atualização do firmware dos modelos afetados (confira se seu equipamento está na lista e faça a atualização nesta página). Dependendo das configurações e do cuidado com seu roteador, ele também pode estar vulnerável a invasões e a outros problemas de segurança, independentemente da marca ou do modelo. Por garantia, repasse esta lista de recomendações e faça as alterações de configuração necessárias para restringir o acesso apenas a pessoas autorizadas.

Senha infalível

A primeira medida é garantir uma senha forte para a conexão à rede. A opção pode ser acessada na seção Wireless ou similar, dependendo do firmware de seu roteador. Além disso, configure a rede para usar o protocolo WPA2, um modo mais seguro de autenticação e criptografia em conexões sem fio, caso ele não esteja ativado por padrão. O protocolo WEP não é recomendado por ser mais antigo e vulnerável a ataques – o programa Aircrack-ng, por exemplo, que caputra e decodificar senhas WEP e WPA.



Mude as credenciais 

Muitos roteadores trazem uma senha fácil como padrão para acesso às suas configurações, como “admin” ou “password”. E alguns deles também podem não ter senha alguma. Dessa forma, qualquer usuário mal-intencionado que esteja conectado à rede Wi-Fi poderia acessar e alterar as credenciais do aparelho facilmente. Para resolver isso, basta alterar a senha do dispositivo para uma combinação mais difícil nas configurações. 


Esconda a rede

Muitas redes recém-instaladas podem trazer o nome da fabricante do roteador ou do provedor de internet contratado. E com apenas estas informações um hacker conseguiria descobrir e explorar as vulnerabilidades do modelo de seu roteador. Por isso, é importante colocar o mínimo de informação possível ao identificar seu hotspot. Outro truque interessante é desativar a exibição da rede. Em inglês, a opção se chama Broadcast SSID. Nesse caso, seus amigos teriam sempre que procurar pelo nome da rede quando forem usar a internet em sua casa. 



Desabilite acesso remoto

Acessar as configurações de um roteador é bem fácil, já que tudo pode ser feito por uma página da web no navegador. Mas, se a opção de acesso remoto estiver ativada, qualquer um poderá acessar o gerenciador de qualquer parte do mundo. Para evitar que isso aconteça, abra a interface de configurações de seu roteador e busque pelo recurso com um dos seguintes nomes: “acesso remoto”, “administração do acesso remoto” ou “gerenciamento remoto”. Certifique-se de que a opção esteja desativada.


Desative o WPS

O WPS é um método simplificado de segurança. Ele facilita a vida de usuários que não queiram digitar a senha da rede, oferecendo um PIN com alguns dígitos para se conectar. Porém, quando ativado, ele pode deixar a conexão vulnerável a ataques. Como se trata de uma criptografia muito simples, ele pode ser facilmente quebrado com força bruta – ou seja, com várias tentativas de números de PIN diferentes até encontrar a combinação correta. Por isso, desative-o nas configurações de seu roteador. 



Atualize o firmware

Assim como em celulares, PCs e GPS, os roteadores possuem firmware e recebem atualizações para corrigir falhas de segurança e aplicar melhorias. Porém, como essa atualização não é feita automaticamente, é preciso verificar periodicamente com o fabricante do dispositivo se há novas versões do sistema disponíveis para download. Faça isso pelo site da marca ou pelo próprio recurso disponível em alguns roteadores. Alguns aparelhos oferecem opção para atualização diretamente da interface do gerenciador. Em outros casos, o próprio usuário instala o arquivo da nova versão com a ajuda de uma ferramenta de upload. 


Filtro de acesso

Uma blindagem mais agressiva para quem realmente não quer intrusos na rede é restringir o acesso ao Wi-Fi apenas para endereços MAC autorizados, caso seu modelo de roteador ofereça esta opção. MAC é a sigla de Media Access Control, um endereço único de controle de acesso da placa de rede de um dispositivo. Nas configurações do roteador, basta acrescentar os endereços desejados na lista, começando pelo próprio aparelho que você estiver utilizando no momento. Feito isso, todos os acessos de dispositivos não autorizados serão negados.



Retire os anúncios do Skype

Saiba como remover os anúncios que são exibidos na lista de contatos do Skype


Além de sempre exibir um anúncio no painel inicial, o Skype coloca propagandas embaixo da lista de contatos. Basta clicar no X para remover esses anúncios, mas em questão de minutos aparece outro no lugar. Para eliminar os anúncios de vez, acesse Ferramentas > Opções > Notificações > Alertas e Mensagens e desative a opção Promoções



Windows 8.1: como configurar o mouse para canhotos

Saiba como inverter o botão primário e secundário do mouse



Se você é canhoto, sabe como diversos objetos do uso cotidiano são otimizados para quem utiliza a mão direita. O mesmo acontece no caso dos periféricos do computador, sendo que todos os atalhos de teclado principais foram pensados para quem é destro, bem como as configurações dos botões presentes no mouse.
Entretanto, o Windows possui uma maneira simples para você trocar os botões do mouse utilizados como principal e secundário. Se você quer saber como efetuar essa alteração, basta acompanhar o tutorial abaixo.

Atenção: vale apenas reforçar que este é um guia um pouco mais iniciante, voltado especialmente para quem ainda não conhece muito bem as configurações do mouse disponíveis no sistema operacional da Microsoft.

Fazendo a alteração

Primeiro, acesse o Painel de Controle do computador, clicando com o botão direito do mouse no canto esquerdo da sua Área de trabalho e escolhendo a alternativa “Painel de controle”. Esse acesso também pode ser realizado por meio da alternativa “Configurações” presente na Charm bar.

Abrindo o Painel de controle 

Em seguida, com o Painel de controle aberto, digite “Mouse” e escolha a alternativa “Alterar configurações do mouse”.
Abrindo as propriedades do mouse

Feito isso, a tela de configurações do mouse é aberta e, nela, você deve marcar a alternativa “Alternar entre os botões primário e secundário”. Então, clique em “Aplicar” para salvar as alterações e em “OK” para sair.
Fazendo a modificação 
Prontinho! Feito isso, os botões do seu mouse passam a estar otimizados para o uso do periférico na mão esquerda. Caso você queira desfazer a alteração, basta desmarcar a alternativa selecionada. Este procedimento vale também para o Windows 8 e 7 (porém, no caso do último, acessando o Painel de controle por meio do Menu Iniciar).

Apenas para o Windows 8.1

Uma maneira alternativa para você fazer essa alteração no Windows 8.1 é, a partir da tela inicial, digitar “mouse” e selecionar a opção “Configurações de mouse e touchpad”.

Abrindo as configurações do mouse

Então, entre na guia “Mouse e touchpad”. Em seguida, na caixa de seleção “Selecione seu botão principal”, escolha a opção “Direita”.

Trocando os botões

Feito isso, o processo está concluído. Caso posteriormente você queira desfazer essa alteração, basta selecionar novamente a opção “Esquerda”.


Google Chrome: como mudar a página inicial do navegador

Aprenda a adicionar o site desejado como a página inicial do browser da Google


A página inicial do navegador é um recurso interessante para quem acessa determinado site todos os dias. Isso porque, ao abri-la juntamente com o browser, você economiza o tempo de iniciar uma nova guia e digitar o endereço desejado. Por isso, muitos costumam ficar frustrados quando outro programa altera essa configuração.
No entanto, você pode desfazer facilmente esse tipo de operação ou até mesmo configurar uma nova página de maneira bem simples. Para saber como realizar a mudança no Google Chrome, basta acompanhar o tutorial abaixo. Atenção: vale apenas reforçar que este é um guia um pouco mais iniciante, voltado especialmente para quem ainda não conhece muito bem as configurações do Google Chrome.

Trocando a página inicial

Já com o navegador aberto, clique no botão “Ferramentas”, disponível no canto superior direito da tela (com o desenho de três barras). Em seguida, selecione a alternativa “Configurações”.

Abrindo as configurações do navegador 

Depois, já com a guia “Configurações” selecionada, encontre o setor “Inicialização” na porção direita da tela. Ali, primeiro, selecione a opção “Abre uma página específica ou um conjunto de páginas”. Então, clique em “Configurar páginas”.

Alterando as configurações 

Feito isso, no campo “Adicionar uma nova página”, digite o endereço do site que você quer utilizar como a sua página inicial e pressione o Enter do teclado. Como uma forma alternativa para o procedimento, caso você esteja com ela aberta no navegador, basta clicar em “Usar as páginas atuais”.

Adicionando páginas 

É possível digitar mais de um endereço, caso desejado, o preenchendo na sequência, no novo campo disponibilizado na tela. Quando tudo estiver conforme o desejado, basta clicar em “OK” para fechar a janela de configurações.

Concluíndo o procedimento

Prontinho! Concluída essa configuração, a página escolhida passa a ser exibida sempre que você inicializar o Google Chrome.


Google+: como impedir que alguém envie um email direto para o seu Gmail

Aprenda a desativar a função para receber emails de outros participantes da rede social



Recentemente, a Google anunciou em uma publicação no blog oficial do Gmail um recurso para facilitar a troca de mensagens entre contatos do Google Plus. Agora, mesmo que você não tenha fornecido o seu endereço de contato para alguém que esteja nos seus círculos, essa pessoa pode enviar um email para você.
O objetivo é permitir que as comunicações sejam mais simples e possam ser realizadas no caso de você ter se esquecido de fazer uma troca formal de endereços de email. Porém, embora a função possa ser realmente interessante e útil, ela é bem intrusiva e pode até ser considerada incômoda por quem costuma ser mais reservado.
No entanto, há uma forma simples para desativar essa opção diretamente na sua conta do Gmail, como ensinaremos no tutorial abaixo.

Como o serviço funciona

Antes de passarmos o procedimento, vale apenas reforçar como essa função opera. Quando alguém dos seus círculos envia um email por meio dessa opção, você o recebe na caixa de email “Principal”. No entanto, se essa pessoa não fizer parte dos seus círculos, a mensagem é enviada para a caixa “Social”.
Além disso, no último caso, essa pessoa só poderá entrar em contato com você novamente caso a mensagem enviada seja respondida, pois assim o seu endereço de email é revelado ao remetente.

Desativando os emails diretos

Para desativar a função ou restringi-la, já com a sua conta do Gmail carregada na tela, clique no botão de preferências, na forma de uma engrenagem, e escolha a alternativa “Configurações”.

Abrindo as configurações do Gmail 

Em seguida, selecione a guia “Geral” e localize a alternativa “Enviar e-mail via Google+”. Como padrão, a opção definida será “Qualquer pessoa no Google+”, indicando que você pode receber emails de qualquer membro da rede social que o tenha em seus círculos.

Escolha a opção desejada

No entanto, você tem mais três alternativas que podem ser escolhidas. Se você quer que apenas os contatos adicionados aos seus círculos sejam capazes de enviar emails para a sua conta do Gmail, escolha a opção “Círculos” ou “Círculos estendidos” para receber mensagens também de “amigos dos seus amigos”.
Se você não quer receber emails dos participantes da rede social da Google que não possuam o seu endereço do Gmail, escolha “Ninguém”. Ao final, não se esqueça de clicar em “Salvar alterações” (na parte inferior da página) para que as suas mudanças sejam armazenadas corretamente nas configurações do cliente de email da Google.

Prontinho! Feita a alteração, você passa a ter a configuração ativa conforme a opção selecionada. Caso algum dia você queira reverter esse procedimento, basta seguir os passos acima e modificar novamente a alternativa para “Qualquer pessoa no Google+”.


Windows 8: como ver a Key (chave de registro) do sistema

Saiba como obter a Key do Windows 8 instalado na sua máquina sem ter que recorrer ao manual do produto



Após passar um longo período de tempo utilizando o computador, eventualmente pode ser necessário reinstalar o Windows, por diversos motivos. Quando isso acontecer, para fazer a operação você vai precisar da chave de registro (Key) do sistema, que normalmente está no manual ou no DVD original do produto.
Porém, se você não possui mais esses itens, pode ser realmente difícil recuperar a sua chave — diferente do ID do produto, que pode ser facilmente obtido nas propriedades do sistema. Entretanto, se você quer evitar passar por uma situação complicada caso seja necessário formatar o seu computador ou reinstalar o sistema, pode recorrer a um programa para descobrir a Key.
Para esse tutorial, vamos usar o Belarc Advisor, tanto pela sua facilidade de uso quanto pelo suporte ao Windows 8, mas existem outras ferramentas que também podem ser empregadas para a função, como será indicado posteriormente.

Pré-requisitos:


  • Belarc Advisor instalado no computador.

Baixar Belarc Advisor

Encontrando a Key

O Berlarc Advisor é um aplicativo que faz uma análise no seu computador e lista vários aspectos do hardware e do software presentes na máquina. Além disso, basicamente, tudo o que você vai precisar fazer para obter tais resultados é instalar o programa, pois ele dispensa configurações manuais e procedimentos complexos.
Antes de iniciar o processo, saiba que a Key do Windows é um número serial composto de 25 caracteres divididos em grupos de 5, diferente do ID, que conta com um agrupamento a menos. Após executar o Belarc Advisor, será necessário aguardar alguns instantes para que o processo seja concluído.
Ao final, um relatório é aberto no seu computador e o primeiro passo para encontrar a Key consiste em clicar no setor “Software Licenses”, exibido na coluna lateral esquerda da tela.

Acessando o setor de licenças 

Feito isso, você é levado diretamente ao setor com as licenças de vários produtos instalados no computador. Então, basta encontrar a combinação referente ao Windows e observar que, ali, é mostrado tanto o ID quanto a Key.

Visualizando a Key 


Prontinho! Agora é só anotar a informação em um local seguro para o caso de ela ser necessária no futuro. Se você quiser testar outros aplicativos para a função, pode optar por Magical Jelly Bean KeyfinderKeyFinder Pro 2007 ou o WinGuggle, por exemplo. Porém, nem todos possuem suporte ao Windows 8.


Windows 8: como mudar o nome de exibição de conta

Saiba como mudar o nome da sua conta no seu perfil no Windows 8 e 8.1



A partir do Windows 8, a sua conta do sistema operacional possui a opção de ser integrada diretamente com um login da Microsoft, algo que trouxe uma série de funções adicionais e comodidades como a sincronização de dados. No entanto, alguns acabaram criando esse cadastro no momento da instalação da nova versão do sistema, sem se preocupar com detalhes.
Por isso, você pode ter inserido um nome de conta que, com o passar do tempo, gostaria de poder alterar. Porém, caso desejado, essa configuração é modificada de forma bem simples e em poucos passos. Se você quer saber como realizar o procedimento, basta seguir as instruções que preparamos no tutorial abaixo, sendo que vamos indicar como fazer a alteração pelo sistema ou direto na Live.
ATENÇÃO: este é um tutorial um pouco mais iniciante, voltado especialmente para quem ainda não conhece muito bem as configurações de conta do Windows 8.

Por meio da tela inicial

Para começar, acesse a tela inicial do Windows 8 e clique no ícone referente à sua conta, presente no canto superior direito dela. Então, escolha a alternativa “Mudar imagem da conta”.

Acessando as configurações 

Na nova tela aberta, clique no menu “Usuários”, no menu presente na lateral esquerda e selecione a opção “Mais configurações de conta online” na porção direita da janela.

Entrando no setor de contas 

Feito isso, uma nova aba é aberta no seu navegador-padrão e, nela, você deve fazer o login na sua conta da Windows Live normalmente.

Fazendo o login 

Na nova janela aberta, clique em “Editar nome para exibição”.

Modificando as configurações


Agora, basta inserir a combinação de nome e sobrenome desejada e clicar em “Salvar”.

Trocando o nome


Prontinho! Feito isso o seu novo nome de conta passa a valer para a conta da Microsoft.

Pelo Outlook.com

Se você quiser fazer o procedimento direto na sua conta no Windows Live, após fazer a conexão normalmente por meio do navegador clique no botão do seu perfil, na caixa de entrada do email, e escolha a alternativa “Configurações da conta”.

Windows 8: como mudar o nome de exibição de conta
Feito isso, você é levado para a tela de configurações e basta executar o procedimento explicado acima para fazer as modificações. Vale apenas lembrar-se de que essa alteração, independente do procedimento escolhido, vale não só para o seu nome no Windows, mas também na sua conta online.


Facebook Lock: como bloquear com senha o Facebook no seu aparelho Android

Você vai precisar de poucos toques para ativar barreira de segurança que também inclui o Facebook Messenger


É bem provável que a sua conta do Facebook contenha algumas conversas constrangedoras, fotos que ninguém deveria saber que existem e mais uma infinidade de informações que são somente suas. Ou seja, que não dizem respeito a mais ninguém.
Contudo, ao deixar o seu smartphone ou tablet Android de bobeira em algum lugar (uma festa, por exemplo), há grandes chances de que algum estranho pegue o aparelho e comece a bisbilhotar as suas intimidades. Para que esse tipo de situação não aconteça, mesmo sem haver uma senha para desbloquear o dispositivo, você pode usar o Facebook Lock.
Assim como o nome do aplicativo já deixa indicado, ele tem a função de impedir o acesso ao Facebook e também ao Facebook Messenger. O método de trabalho é bastante simples: você escolhe uma senha e somente através do preenchimento deste código é possível acessar os aplicativos da rede social.

Pré-requisito

Assim como já foi descrito acima, é necessário que você tenha o Facebook Lock instalado no seu dispositivo Android. Para realizar o download do programa correto, tudo o que você precisa fazer é clicar no botão abaixo.

Baixar Facebook Lock

Desviando do pessoal enxerido

Instale o aplicativo no seu celular e abra-o em seguida. Logo no início, vai ser necessário que você escolha a senha que vai ser utilizada e uma pergunta-chave, assim como mostra a imagem abaixo.

Facebook Lock: como bloquear com senha o Facebook no seu aparelho Android

Depois disso, o aplicativo vai ser aberto e todas as alternativas de trabalho vão ser listadas. Tudo o que você precisa fazer é marcar para que as opções correspondentes ao Facebook e ao Facebook Messenger sejam ativadas, e a rede social começará a ser protegida.

Facebook Lock: como bloquear com senha o Facebook no seu aparelho Android

Abaixo da proteção do Facebook, há outras opções. Elas são os responsáveis por impedir que o Facebook Lock seja desinstalado através do sistema Android, da Google Play e de outros apps — e é aconselhável que elas fiquem ativadas.

Facebook Lock: como bloquear com senha o Facebook no seu aparelho Android

Simples, não é? No entanto, vale lembrar que o software só trabalha com os apps que você tem instalados no seu aparelho, de maneira que a opção para o Facebook Messenger não vai aparecer caso você não o tenha, por exemplo.


uTorrent: como melhorar a velocidade dos downloads

Com algumas mudanças de configuração, você pode aumentar a velocidade de download dos seus torrents.


Fazer downloads via torrent pode ser a maneira mais rápida de baixar arquivos na internet, desde que as configurações do programa usado para fazer essas transferências estejam adequadas à sua conexão. Contudo, nem sempre uma velocidade baixa durante o download acontece devido a configurações erradas: também é preciso escolher bem os torrents que você baixa.
Neste guia, você conta com algumas dicas que podem ajudar você a conseguir uma velocidade melhor quando for baixar arquivos usando o uTorrent.

Faça você mesmo

A configuração-padrão do uTorrent não estipula limites para a velocidade de upload de arquivos, o que pode comprometer a taxa de transferência dos downloads. Os mais “espertinhos” deixarão esse valor no mínimo, porém isso faz o programa identificar você como um peer ruim, diminuindo sua prioridade na hora de receber arquivos de outras pessoas. Para evitar isso, basta deixar um valor mediano.
Em Opções > Guia de Configuração, clique no menu suspenso ao lado de “Sua velocidade de upload” e escolha um valor equivalente a 80% da velocidade máxima de upload da sua conexão (use este serviço para descobri-la). Clique em “Salvar & Fechar” para sair.
uTorrent: como melhorar a velocidade dos downloads
Agora é hora de alterar as preferências do programa. Acesse Opções > Preferências > Controle de Banda: na parte inferior da janela, mude o número máximo de conexões para “450” e o número máximo de peers conectados por torrent para “200”.
uTorrent: como melhorar a velocidade dos downloads
No menu “BitTorrent”, encontre o campo “Criptografia de Protocolo” e altere o valor de saída para “Ativado”.
uTorrent: como melhorar a velocidade dos downloads
Nas configurações avançadas do uTorrent, altere para “80” os valores de “bt.auto_dl_sample_average”, “bt.auto_dl_sample_window”, “bt.ban_threshold”, “bt.connect_speed”, “rss.update_interval” e “net.max_halfopen”.
uTorrent: como melhorar a velocidade dos downloads
Quando um download estiver em andamento, clique com o botão direito sobre ele; selecione “Forçar Início” (somente em torrents com várias fontes) e Alocação de Banda > Alta.
uTorrent: como melhorar a velocidade dos downloads
Finalmente, em Preferências > Conexão, marque a opção “Liberar no Firewall do Windows” para evitar problemas como o programa ser impedido de realizar downloads.
uTorrent: como melhorar a velocidade dos downloads
Além dessas configurações, é interessante sempre prestar atenção no número de Seeds (pessoas compartilhando) e de Leechers (gente baixando) num torrent. Quando o número de pessoas querendo baixar é maior do que quem está apenas distribuindo um arquivo, a velocidade de download tende a ser muito baixa.
O mesmo acontece quando o torrent for muito novo, pois ainda são poucas as pessoas que possuem o arquivo inteiro para compartilhar – ou seja, embora você consiga velocidade boa até determinado ponto, depois dele ela baixa consideravelmente.
Por isso, ao fazer uma pesquisa em sites de torrent, sempre organize os resultados por número de seeders: quanto maior ele for, melhores são suas chances de conseguir uma boa velocidade.